Treinamento Cardio e a Musculação




Série: TDAH & Esportes I | Associação Brasileira do Déficit de Atenção 
 
O treino cardiovascular é baseado em exercícios que proporcionam diferentes benefícios para o corpo, especialmente no que diz respeito à saúde cardiovascular prevenindo vários fatores de risco deste tipo de doenças. No treinamento físico, é responsável pela resistência e base da preparação física.

Há uma grande variedade de exercícios de cardio, mas, em geral, todos eles caem em uma das três categorias. Provavelmente, o mais conhecido é, o treinamento aeróbico lento e estável, que inclui atividades como caminhada rápida, corrida, ciclismo e remo.

Na extremidade oposta estão os exercícios anaeróbicos, que consistem em piques intensos e curtos de energia. Sprints e treinamento intercalado de alta intensidade – piques curtos e alternados e repetidos de energia em baixa intensidade – se enquadram nesta categoria.

O terceiro tipo de treinamento cardio entra no meio das duas categorias anteriores, equilibrando atividades aeróbicas e anaeróbias para alcançar seus objetivos fitness.

Se o objetivo do treino cardiovascular for de hipertrofia ou condicionamento físico geral, o ideal é praticar a atividade aeróbica após a musculação para um melhor aproveitamento das fontes energéticas. O treino cardiovascular depois do treino de musculação proporciona uma maior libertação da hormona de crescimento, que não só estimula a queima de gordura, como também a recuperação do tecido muscular. Porém, se o foco do treino for para preparação de corridaas de rua, meia maratona, triátlon, ciclismo, dentre outras, o melhor é que o treino aeróbico seja feito antes do treino muscular.

Quer crescer? Treine primeiro a musculação

O glicogênio é o combustível fundamental para os músculos funcionarem.

Quando você realiza um treino cardiovascular longo ou intenso primeiro, pode esgotar parte importante desta reserva de energia que será usada pelos seus músculos posteriormente. Assim, sua musculatura poderá ficar fatigada no momento da musculação, não atingindo a intensidade ideal e ainda possibilitando a ocorrência de lesões.

Outra variação entre as duas atividades diz respeito à síntese proteica, essencial para a construção da massa muscular. Uma pesquisa recente, realizada pela Universidade da Califórnia, comprovou ainda mais benefícios do treino cardiovascular para os praticantes de musculação. Segundo o estudo, o cardio é capaz de acelerar a recuperação muscular.

Quer melhorar a resistência? Treine o Cardio primeiro!

Por outro lado, pessoas que treinam para corridas e provas de resistência devem valorizar o treino aeróbico em primeiro lugar. Como o fundamental nestas competições não é a força muscular, o atleta não precisa poupar glicogênio para a hipertrofia.

Através do treino aeróbico, o praticante melhora a distribuição de oxigênio pelo corpo, condicionando para uma atividade de longa duração.

Portanto não existe uma regra para que o um treino se sobreponha ao outro. Caso contrário não existiria vários protocolos de intensidades diferentes. O que existe são momentos oportunos para prescrever o modelo de treino correto para o estado de condicionamento atual do seu aluno. Por isso a grande importância de um acompanhamento profissional.

Conheça o Workshop "Periodização de Treinamento Cardio"que ensina todos os cálculos necessários e fórmulas existentes para se periodizar um treinamento cardiorrespiratório. Clique aqui!




Espero que você tenha gostado do texto. Abaixo, algumas dicas para profissionais:
  • Cursos Online sobre Educação Física com ótimos preços
  • Ebooks sobre Educação Física com ótimos preços
  • Materiais de Educação Física e Esportes GRATUITOS
  • Atividades para Aula de Educação Física Escolar
  • Livros sobre Educação Física com ótimos preços
  • Grupo de Whatsapp


  • Comente:

    Nenhum comentário

    Comentários ofensivos não serão publicados!