Cinesiologia para profissionais de Educação Física







A Cinesiologia é a ciência que estuda o movimento corporal. Seus conhecimentos podem ajudar o profissional de Educação Física em vários momentos mas é importante para o profissional entender a aplicação dessa ciência no seu cotidiano.

Para profissionais de educação física, o estudo da Cinesiologia é importante para melhorar e guiar uma aula ou plano de treino. Conhecer o papel de cada músculo contribui para preparadores físicos conseguirem equilíbrio muscular e evitar lesões em atletas e estabilizar alunos com limitações.

A determinação dos movimentos corporais, principalmente no treinamento físico, é feita pela observação, pelas sensações subjetivas durante o desempenho de uma atividade ou gesto motor, desportivo ou não desportivo.

Os movimentos corporais podem ser assim expressos:

Movimento de força contínua

Os movimentos de força contínua podem ser rápidos ou lentos, potentes ou débeis. A força contínua é aplicada contra uma resistência, contraindo os músculos motores.
Ex:- a fase de propulsão num movimento de braçada na natação, o impulso dado por uma das pernas (de arranque) na saída de um bloco de partida do atletismo, a sustentação de uma extensão do corpo num movimento do balé.

Movimento passivo

Qualquer movimento do corpo, embora obrigado, que ocorra sem uma contração muscular contínua, pode ser classificado como passivo e pode identificar-se em 3 subdivisões principais:

- movimento passivo de manipulação:- a origem da força para a manipulação é outra pessoa ou outra força exterior distinta da gravidade. Ex:- a elevação ou a oscilação durante o relaxamento, por um (a) companheiro (a) na dança de balé ou na patinação

- movimento de inércia:- é uma continuidade de um movimento preestabelecido, sem uma contração muscular concorrente. Este movimento compreende influência da fricção, resistência do ar, viscosidade dos tecidos, tensão residual nos ligamentos e músculos distendidos. Ex:- a fase de deslizamento da braçada de peito na natação; movimento contínuo do corpo na parada de um skatista.

- movimento gravitacional ou queda:- na realidade, este é um caso especial de movimento manipulativo, ao qual se atribui uma consideração particular, porque ele é o resultado de uma força de aceleração constante (em direção e magnitude) em todas as situações terrestres práticas. Ex:- queda livre após a transposição do sarrafo no salto com vara ou salto em altura; movimentos de todo o corpo numa sessão de ginástica de solo.

Movimento balístico

É um movimento composto por fases, onde a primeira fase é a de um movimento de força contínua, com as partes do corpo aceleradas pela contração concêntrica de músculos agonistas e antagonistas. A segunda fase é um movimento de inércia, sem contração muscular. A fase final é uma desaceleração resultante da contração excêntrica dos antagonistas. As três fases se superpõe somente nos estágios da transição, onde um tipo de movimento se confunde, imperceptivelmente. Ex:- movimentos sucessivos de golpes para devolução de uma bola no tênis de campo ou baseball

Movimento dirigido

Quando se requer uma grande exatidão, mas sem a necessidade de força ou velocidade, são ativos, para o movimento, os músculos antagonistas assim como os motores principais. Na tentativa de segurar um equipamento desportivo com a maior firmeza possível, contraem-se, conjuntamente, em ambos os membros, um par de grupos musculares antagonistas. Um equilíbrio exato entre estes segmentos é de difícil execução e, quando surgem erros, como a dominância alternada dos pares musculares antagonistas, surge o tremor, ao passo que a ausência desses erros traduz-se em firmeza. Ex:- escrever; inserir a linha no orifício da agulha.

Movimento equilibrado dinâmico

Os fusos musculares detectam os desvios da posição de equilíbrio desejada e iniciam um sistema de autocontrole para realizar as correções. O resultado é uma série de oscilações irregulares, precisamente mediada pela contração reflexa de grupos musculares apropriados, a fim de manter-se o equilíbrio. Ex:- o movimento realizado pelo goleiro no momento de segurar uma bola chutada diretamente em sua direção

Movimento oscilatório

O movimento se insere rapidamente no final de cada excursão curta, com uma co-contração dos grupos musculares antagonistas que se alternam na dominância. Ex:- movimentos de punho de um esgrimista ao segurar e manipular o equipamento (florete).

 Princípios relativos a desempenho individual

A análise cinesiológica pode também ser empregada para uma análise de desempenho esportivo, desde que considerados os elementos individualmente. Para tanto, há que se considerar durante este processo:

Potência

A amplitude do princípio de movimento:

1. De uma maneira ideal, o exercício de fortalecimento deve começar numa posição, na qual o músculo esteja completamente distendido e terminar numa em que fique completamente encurtado, se o objetivo final for flexibilidade, máxima tensão e potência, através de toda a amplitude de movimento.

Princípio de recuperação:
2. O movimento e a massagem de um músculo fatigado, durante as pausas de repouso, aumentarão sua rapidez de recuperação; a posição geral do corpo pode, também, exercer influência sobre a circulação impedindo a estagnação de resíduos metabólicos no músculo.

Resistência

A resistência muscular e a resistência circulatória e respiratória são 1. fatores separados no desempenho humano; o desenvolvimento de um, não é, necessariamente, acompanhado pelo desenvolvimento do outro.

O aumento da potência e da destreza contribuem, 2. significativamente, na resistência muscular, particularmente, pelo aumento da eficiência e pela redução do gasto de energia e da fadiga associados a uma tarefa determinada.

O desenvolvimento da resistência depende, principalmente, 3. do treinamento e dos mecanismos de absorção e transporte do oxigênio. A capacidade do coração para impulsionar o sangue é o fator limitante mais comum na resistência circulatória e respiratória, mas não é o único fator importante;

A resistência circulatória e respiratória requer uma capacidade 4. aeróbia e anaeróbia elevada. Embora a capacidade aeróbia seja, em parte, um fator inato, os programas de treinamento devem tencionar as duas capacidades, a aeróbia e a anaeróbia.

Rapidez de Movimento

A rapidez máxima de movimento é, em parte, uma característica 1. individual; A rapidez de movimento está influenciada pelos tempos de 2. reação e resposta que são, em parte, características individuais inatas, mas que podem ser minimizadas pelo treinamento da atenção, do estado mental e da destreza.

Para finalizar, se você saber mais sobre esse assunto, tem o Curso de Cinesiologia  oferece ao profissional de Educação Física e Fisioterapia conhecimentos sobre a origem da cinesiologia, Planos e eixos, articulações, músculos, análise cinesiológica e muito mais. Clique aqui e saiba mais!


Eu sou a Dani, a atendente do Quero Conteúdo. Se você quiser ter conteúdo sobre esse tema para estudo, entre em contato pelo Whatsapp ou email do site . Conheça também nossa página de materiais educativos gratuitos .



Comente:

Nenhum comentário